brainhack.pt
blog

Impacto Positivo dos Prebióticos na Memória de Idosos: Estudo com Gémeos

SEO de Suplementos para Memória

SEO de Suplementos para Memória

Um estudo recente realizado em gémeos sugere que a ingestão diária de suplementos de proteína e prebióticos pode melhorar os resultados em testes de memória em pessoas com mais de 60 anos. Esta descoberta é particularmente relevante, uma vez que o mesmo teste de memória visual e aprendizagem é utilizado para detetar sinais precoces de doença de Alzheimer.

Benefícios dos Suplementos para o Cérebro

O estudo duplo-cego envolveu a utilização de prebióticos à base de fibras vegetais que estão disponíveis sem receita em diversos países. Os prebióticos são substâncias não digeríveis que estimulam as nossas microbactérias intestinais. Os dois tipos de prebióticos utilizados foram a inulina e os frutooligossacáridos (FOS), que são carboidratos vegetais utilizados como adoçante natural de baixas calorias.

Impacto Positivo no Cérebro e no Microbioma Intestinal

Os resultados mostraram que os gémeos que tomaram inulina ou FOS obtiveram, em geral, pontuações mais elevadas nos testes cognitivos após três meses. Além disso, os suplementos de fibra diários estavam associados a ligeiras alterações no microbioma intestinal entre os gémeos. Por exemplo, as bactérias benéficas Bifidobacterium eram mais abundantes nos gémeos que tomaram inulina ou FOS.

Potencial Impacto na Saúde Mental

Estudos em ratos indicam que a Bifidobacterium pode reduzir défices cognitivos regulando as conexões intestino-cérebro. Esta descoberta levanta a possibilidade de melhorar a saúde e a memória do cérebro na população idosa. Os investigadores estão entusiasmados com os resultados e acreditam que desvendar os segredos do eixo intestino-cérebro poderá oferecer novas abordagens para uma vida mais saudável e duradoura.

Perspetivas Futuras e Desafios

Embora os prebióticos possam melhorar alguns aspectos da função cognitiva em indivíduos mais velhos, como memória e tempo de processamento, não parecem trazer benefícios físicos significativos. O próximo passo será avaliar se estes efeitos se mantêm ao longo de períodos mais longos e em grupos maiores de pessoas.

Conclusão

O estudo com gémeos sugere que a introdução de certos “alimentos para o cérebro” pode ser uma forma promissora de tratar o declínio cognitivo. A importância da relação entre o intestino e o cérebro está a ser cada vez mais reconhecida, e a utilização de prebióticos e probióticos pode abrir portas para tratar uma variedade de doenças e distúrbios. Este tipo de pesquisa pode representar um avanço significativo no campo da saúde cerebral e do envelhecimento saudável.

 

Fonte: ScienceAlert
https://www.sciencealert.com/cheap-daily-supplement-seems-to-boost-brain-function-in-older-adults

Related posts

Suplementos de Fibra: Aliados contra o Alzheimer

João Costa
2 meses ago

Explorando os Benefícios da L-Serina para a Saúde do Cérebro

admin
6 meses ago

Glutationa: O Poderoso Antioxidante para um Cérebro Saudável

admin
6 meses ago
Exit mobile version